Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saber mais.

Regresso das ligas europeias

Regresso das ligas europeias

As principais ligas europeias preparam-se para o regresso aos treinos e à competição. Em Espanha, Inglaterra, Alemanha, Itália e Portugal foram revelados planos para a conclusão dos respetivos campeonatos nacionais.

França e Países Baixos são a exceção.

por Academia   |   comentários 0

Premier League

premier-league-logo

Em Inglaterra, estão a ser estudadas medidas para permitir o regresso à competição. Após uma reunião de mais de três horas, os 20 clubes da Premier League concordaram com a conclusão da liga em oito estádios neutros. A imprensa revelou que os estádios de Manchester City, Manchester United, Arsenal, Brighton, Southampton, West Ham, Leicester e Aston Villa serão os escolhidos para receber os jogos que faltam disputar. Nenhum clube jogará no respetivo estádio, para que todas as equipas estejam em condições de igualdade. O regresso à competição está previsto para 12 de junho.
 

Bundesliga

bundesliga-logo

Na Alemanha, o processo está mais adiantado. Em princípio, a Bundesliga será a primeira a retomar o calendário competitivo. Será atribuído um agente de protocolo a cada equipa e estão previstos testes antes e no final de cada encontro, se as autoridades derem consentimento, sendo que o ministro alemão do Interior, responsável pelo desporto, mostrou-se favorável ao regresso da Bundesliga ainda este mês. A DFL propõe um regresso dos dois primeiros escalões a meio ou no final deste mês, caso as autoridades do país o autorizem, com jogos à porta fechada. Recordamos que no início de abril alguns clubes recomeçaram os treinos, de forma condicionada e em pequenos grupos, incluindo Bayern Munique, Eintracht Frankfurt, Wolfsburgo, RB Leipzig e Borussia Dortmund.
 

La Liga

laliga-logo

Em Espanha, o Ministério da Saúde desaconselhou testes massivos a quem não tem sintomas, o que pode pôr em causa os planos de La Liga. No entanto, o primeiro-ministro espanhol Pedro Sánchez manifestou este sábado o desejo de que o futebol possa regressar brevemente, mas deixou a decisão nas mãos das federações e das ligas. A partir de 4 de maio, as equipas espanholas podem voltar a treinar, mas terão de cumprir um rígido protocolo de segurança. Recordamos que o projeto espanhol aponta para o regresso aos treinos a 4 ou 11 de maio. Segundo o plano, os jogadores começam a ser testados na terça-feira e estão previstas três fases de preparação antes de ser retomada a competição. Depois de um período de treinos individuais, os jogadores da La Liga poderão treinar em pequenos grupos, antes de poderem concentrar-se em equipa nos respetivos centros de treinos.
 

Serie A

seriea-logo

Em Itália, o protocolo apresentado pela federação ao governo italiano inclui cerca de quatro dias dedicados exclusivamente a testar aos jogadores, que serão divididos em três grupos, tendo em conta o nível de risco. O futebol italiano conhecerá nos próximos dias uma decisão definitiva sobre o regresso dos treinos e competições. O ministro italiano do Desporto reuniu-se com os líderes da federação e das ligas profissionais, além de representantes de jogadores, árbitros, adeptos e outros agentes. Reuniu-se também com o Ministério da Saúde e o Comité Científico, revelando que serão tomadas medidas sobre a possibilidade de regresso aos treinos. A revelação do ministro surge um dia depois de os clubes da Série A terem votado a favor do regresso à competição e da conclusão do campeonato, apesar da reserva de oito clubes. As previsões mais otimistas apontam o regresso para 27 ou 28 de maio, altura em que estão previstas as meias-finais da Taça.

 

Primeira Liga

primeiraliga-logo

Em Portugal, as condições para o regresso das competições de futebol começaram a ser avaliadas na sexta-feira, 30 de abril, na primeira reunião entre Governo e Federação Portuguesa de Futebol. No dia anterior, ao anunciar as linhas gerais do início do desconfinamento, António Costa falou sobre as competições desportivas e apontou o fim de semana de 30 e 31 de maio como data provisória para o recomeço da Liga portuguesa. Durante oito semanas, vai jogar-se futebol em Portugal. Vão disputar-se as últimas dez jornadas da Primeira Liga e ainda a final da Taça. Antes, em três fases, os jogadores já recomeçaram a treinar de forma individual, vão passar a treinar em grupo sem banhos nos centros de estágios e vão jogar sem público, com estágios de um dia e a utilizar máscara durante grande parte do tempo em que não estão em campo.
 

Ligue 1 e Eredivisie

ligue1-logoEredivisie-logo

Em França e Países Baixos, relativamente à possibilidade de retomar os campeonatos, as respetivas Federações, em acordo com os respetivos governos, decidiram que seria mais sensato dar por encerradas as competições internas. A primeira liga a confirmar que não seria retomada a competição foi a Eredivisie. Assim, não haverá campeão, promovidos ou despromovidos nos Países Baixos. França também se decidiu por não retomar as competições, mas a decisão não foi semelhante, já que o Paris Saint-Germain FC foi declarado campeão.

 

Partilhar "Regresso das ligas europeias" via: